Feito Vivo

Quando jovem, meu pai viajava com um grupo de amigos para um evento esportivo fora da cidade, quando os pneus do carro deles derraparam nas estradas encharcadas devido a chuva. Eles sofreram um terrível acidente. 

Um de seus amigos ficou paralisado e o outro morreu. Meu pai foi declarado morto e levado para o necrotério. Seus pais, chocados e aflitos, foram identificá-lo. Mas meu pai reviveu de um coma profundo. O luto deles se transformou em alegria. Em Efésios 2, o apóstolo Paulo nos lembra que, longe de Cristo, estamos mortos nos nossos “delitos e pecados” (v.1). Mas, por causa de Seu grande amor por nós, “…por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo” (vv.4,5). Por meio de Cristo fomos trazidos da morte para a vida. Então, em certo sentido, todos nós devemos nossa vida ao Pai que está nos céus. Por Seu grande amor, Ele tornou possível para que aqueles de nós que estávamos mortos no pecado tenhamos vida e propósito por meio de Seu Filho. — Bill Crowder Fonte:Nosso Pão Diário