Ex Mulçumana conta sua História de Converção

Essa é a história de Sarosa (pseudônimo), das Filipinas, uma mulher que tem um marido bem difícil: abusivo e mulherengo. Ela diz: “Por causa dele, por um longo tempo eu achava que não existia Deus nem esperança. Então 

decidi tirar minha vida e a dos meus filhos. Eu envenenei a comida e saí para a feira. Lá, encontrei Precious, uma cristã que compartilhou o evangelho comigo”. Sarosa percebeu o erro que havia cometido, confessou que queria cometer suicídio e, juntas, elas correram de volta para a casa de Sarosa. Felizmente, as crianças ainda não tinham comido o arroz. Depois, quando o marido de Sarosa descobriu que ela tinha se tornado cristã, ele tornou a situação muito difícil, mas ela persistiu. Em 2017, de repente, a cidade de Sarosa, Marawi, foi atacada pelo Estado Islâmico (EI) e ela teve que fugir com a família. O filho dela estava na faculdade, que estava rodeada por militantes do EI. Mesmo assim, Sarosa pôde encontrá-lo ileso. “Ele me disse que queria fugir com um amigo cristão, mas isso era muito perigoso. Na identidade do meu filho constava que ele era muçulmano, mas se ele estivesse com um cristão, os militantes o matariam. Mas graças a Deus, todos nós sobrevivemos”, conta Sarosa. Hoje, o marido de Sarosa ainda está descontente com o fato de ela seguir Jesus, mas ela lhe diz que pode adorar quem quiser. Ela compartilha: “Eu aprendi que Deus me ajuda até mesmo nas horas mais difíceis. Para mim, uma das maiores provas de que ele existe e me ajuda é que a Portas Abertas veio para cuidar de nós e nos apoiar”. Graças ao apoio dos parceiros da Portas Abertas, pudemos levar à Sarosa ajuda emergencial durante a ocupação de Marawi. Ela também participou do seminário Permanecendo Firme Através da Tempestade. Recentemente, a ajudamos a reparar o abrigo temporário onde mora até que possa voltar para sua casa em Marawi. Ore por Sarosa e por todos os cristãos que tiveram que fugir de Marawi devido ao ataque do EI. Clame para que permaneçam firmes no Senhor e que Deus continue os sustentando e suprindo suas necessidades. Revista Portas Abertas Na revista deste mês, destacamos histórias de mulheres cristãs do Sudeste Asiático. Mesmo diante da perseguição, elas perseveram em servir a Deus e expressar seu amor na comunidade em que vivem. Conheça nossa revista. Faça uma assinaturae receba a revista por 12 meses na sua casa, para ficar a par da causa da Igreja Perseguida. Uma nova perspectiva Muitos cristãos do Sudeste Asiático vivem em situação de pobreza e exclusão social. Você pode contribuir para a mudança dessa realidade ao doar para projetos de alfabetização desenvolvidos na região. Doe e ajude nossos irmãos a terem condições de vida mais dignas. Fonte: Portas Abertas