Pequena ilha entra em estado de alerta
Filipinas - Uma pequena ilha no sul das Filipinas, cujo nome não será revelado por motivos de segurança, recebeu cerca de 3 mil professores islâmicos e “missionários do islã”, mais conhecidos como Tablighs (pregadores). Trata-se de uma organização que afirma rejeitar o radicalismo e seus membros são facilmente identificáveis por ter o costume de usar a “sunnah” (longa túnica usada desde 
os tempos do profeta Maomé) e eles também usam barbas compridas. Normalmente, visitam mesquitas do mundo todo. Pequenos grupos foram chegando aos poucos, mas os aldeões, cristãos ou não, desconfiam que eles sejam membros do Abu Sayyaf (Grupo Portador da Espada), que é conectado ao Estado Islâmico e que realiza sequestros locais para resgate. Todos estão temerosos, pois desde que eles chegaram para o seminário os homens da ilha começaram a desaparecer. “Os tablighs estão forçando os homens a ir para as mesquitas e muitos deles nunca mais foram vistos novamente. Um conhecido foi para a mesquita no dia 6 de fevereiro e não retornou mais ao seu lar”, disse Ricky* que é líder cristão local. Ele também comentou que os trabalhadores que estavam construindo uma igreja foram ameaçados pelos tablighs. “Eles chegaram num grande grupo, cerca de 40 homens, e disseram que se a contrução não fosse parada eles colocariam fogo na igreja e forçariam todos a abandonar aquela área”, relatou o líder. As comunidades cristãs das ilhas próximas também estão em estado de alerta e cuidadosos em seus cultos de adoração para não chamar muita atenção, pois já estão sendo observados e interrogados. “Temos muitos contatos com igrejas domésticas com as quais trabalhamos, há quase 200 cristãos espalhados e realizamos treinamentos entre eles”, finaliza Ricky. *Nome alterado por motivos de segurança. Pedidos de oração Ore por proteção a todos os cristãos que vivem na pequena ilha e por aqueles que estão próximos também. Cerca de 50 líderes das igrejas no sul das Filipinas estão organizando uma caminhada de oração. Interceda junto com eles por essa situação. Peça a Deus para que todos os trabalhos realizados pela igreja nas Filipinas sejam bem sucedidos e que os fieis permaneçam firmes em sua fé. Fonte: Portas abertas