Início
Eles disseram: “cuspa na cruz ou morra” PDF Imprimir E-mail
Iraque - A planície de Nínive, uma área que abrigava muitos cristãos, está devastada. Há mais de dois anos que milhares de pessoas tiveram que deixar o local por conta da invasão do Estado Islâmico (EI). Existem muitas histórias sobre os constrangimentos e humilhações que os seguidores de Cristo tiveram que enfrentar sob as regras do grupo extremista islâmico.

Nem todos os cristãos tiveram a oportunidade de fugir quando o EI capturou suas cidades, em 2014. O idoso iraquiano Zarefa, por exemplo, teve que ficar para trás. Ele foi preso e forçado a se converter ao islã. O medo ainda reflete de seus olhos, mas ele já consegue compartilhar sobre suas dolorosas experiências. "Eles disseram: ‘cuspa na cruz ou morra’. Eu tentei explicar que isso era pecado, mas eles retrucaram. ‘Você não vê que eu tenho uma arma?’. Então eu percebi minha fraqueza e pedi perdão ao Senhor, clamando que ele se vingasse por mim." A vergonha ainda é visível na face de Zarefa quando ele se lembra da cena, mas agora ele é um homem livre, tentando se recuperar dos traumas causados durante esses dois anos que viveu nas mãos dos militantes islâmicos. "Eu nunca me converti ao islã de coração, Deus sabe disso", conclui o cristão. *Nomes alterados por motivos de segurança. Pedidos de oração Enquanto Zarefa se recupera, ore por ele e por todos os demais cristãos que viveram experiências semelhantes. Interceda pelos cristãos iraquianos perseguidos e pela igreja que permanece estabelecida no país. Ore também pelos perseguidores para que sejam impactados pelo amor de Cristo. Fonte: Portas abertas
 
< Anterior   Próximo >

 

Receba Novidades






Login






Esqueceu sua senha?
Sem conta? Criar Conta!