Início
Igreja na China terá mais restrições em 2017 PDF Imprimir E-mail
China - Os cristãos chineses estão preocupados com os novos regulamentos do governo sobre a religião no país. Um novo projeto de lei visa proibir a realização de atividades religiosas de qualquer instituição em locais não autorizados, incluindo treinamentos ou conferências. Grupos religiosos também não poderão participar de eventos no exterior e nem mesmo receber doações. 


Além disso, o número de incidentes contra igrejas continuam sendo relatados na China. A pressão sobre os cristãos está cada vez maior. O presidente Xi Jinping, que agora teve seu cargo elevado para “líder central” no Partido Comunista da China, poderá consolidar todas essas reformas com mais autoridade e poder do que antes. “Na conferência do partido, que vai acontecer em 2017, todos saberão o que realmente o presidente planeja. Mas a igreja na China já pode aguardar por um tempo de mais restrições e dificuldades”, comenta um dos colaboradores da Portas Abertas. Enquanto isso, os cristãos estão sendo preparados para responder à perseguição de forma bíblica. Pedidos de oração Ore pela igreja na China, para que os líderes sejam estratégicos ao lidar com as futuras restrições. Interceda pelos cristãos chineses perseguidos, que eles sejam fortes o tempo todo e inspirados pelo Espírito Santo. Ore também pelo presidente Xi Jinping, para que ele seja impactado pelo amor de Jesus e que possa ter bons olhos para o cristianismo. Fonte: Portas abertas
 
< Anterior   Próximo >

 

Receba Novidades






Login






Esqueceu sua senha?
Sem conta? Criar Conta!